Seja Bem-Vindo

Seja Bem-Vindo

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Poções




Borbulhar das poções. Salamandras,
atiçar das cinzas.
Opaco é o vidro da tua redoma,
engole-me o abismo do teu olhar.

Deixa teu cheiro no caminho,
do timbre da tua voz, uma semente
ao vento, eco dos teus passos
lentos, resquício de pegadas tuas

na caminhada da manhã...
Ou um fio de cabelo,
linha da tua camisa,

digital em alguma pedra,
qualquer indício
pra completar este feitiço!

Maio, 19 de 2011


Imagem: Aquarela de Marlene Edir)

Publicado no Céu de Abril em 19/05/2011
www.wwwceudeabril.blogspot.com

[Reeditado, em homenagem a todas as Bruxas!]

9 comentários:

  1. [Poção em letra, essa ceifa que se comemora dentro da tua palavra,

    feitiço ou não, é semente, é principio de ceifeira]

    um imenso abraço, Marlene

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. Poção de poesia para enfeitiçar leitores.

    Adorei, Marlene. Aliás, aqui entre nós, adoro Bruxas e já fui enfeitiçado por uma... mas essa é outra estória.

    Beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  3. Bruxíssima, você, e quem não sabe? rs Põe emoção no caldeirão e o poema sai enfeitiçando sempre...:-)
    Beijos, Marlene!

    ResponderExcluir
  4. Marlene,

    Lindo caldeirão poético, minha amiga!
    Tuas palavras e tuas aquarelas sempre fizeram e fazem grandes mágicas em mim...



    Bjs :)

    ResponderExcluir
  5. "...e se conseguir te encontrar com tantas pistas assim, serei recompensada com seu eterno amor e presença"

    Voce escreve de maneira tão Chique e requintada, fico a navegar por entre teus versos...Bjin

    ResponderExcluir
  6. Na verdade

    há pedras com vida por dentro

    ResponderExcluir
  7. Está bem!... Mas não me culpe pela explosão quando jogar um pouco d'Alma no caldeirão da poção poética!!... Tem efeitos secundários severos e ainda não se conhece qualquer antídoto, nem em verso nem em prosa!... Com um pouco de sorte acabará por aceitar a sombra que a perseguirá em dias de sol ou outra Luz que se julgará amaldiçoada pelo objecto!... Com um pouco mais de sorte, tudo continuará no seu lugar e a Luz nunca será vestida de sombra nem a sombra de sol!... Se a poção funcionar... não olhe para trás e siga sempre em frente... no caminho enfeitiçado da Poesia e da aguarela que se encontra atrás das invisíveis cores misteriosas do arco-íris!...




    Abraço

    ResponderExcluir
  8. a ideia da bruxa me é cara. belo poema.

    ResponderExcluir
  9. ebulição poética em versos de encantamento e feitiço!
    beijinho!

    ResponderExcluir