Seja Bem-Vindo

Seja Bem-Vindo

sábado, 17 de dezembro de 2011

Do Céu Deste Sábado



Tão azul o céu
nesta manhã
de puro silêncio,
de rua sem eco.

Atemporais essas asas:
planam pedras, quintal, mar,
lembram ausência,
voam ar, movimento,

num tempo nem sei se meu,
incerta rota
já nem há tempo:

sorvo vento,
deste impreciso
momento.


(Imagem: fotografia de marlene edir)
Dezembro, 17 de 2011

9 comentários:

  1. Um céu perfeitamente retratado neste belo poema! Bjs

    ResponderExcluir
  2. "num tempo em que, nem eu mesma sei quem sou, me calo, fico muda diante de tuas palavras...me agradam e me deixam meio zonza...será que estou alucinada ou sonhando?"

    Adorei...bjinhos!

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, que continua além das palavras !...
    Bela e intrigante foto !
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  4. há quanto tempo não tenho um vislumbre do azul-azul acima do arco deste meu olhar?...
    beijo, marlene!

    ResponderExcluir
  5. Tudo pelo melhor

    neste inverno prolongado
    e descontente

    ResponderExcluir
  6. Marlene,


    Lindos fragmentos de um TODO poético!
    Lindo sempre,!


    Aproveito a visita para te desejar um Natal iluminado junto dos teus e um 2012 pleno de realizações e inspirações em letras e cores!

    Bj grande.

    Com carinho,
    Wania

    ResponderExcluir
  7. Apenas momentos... que passam e nos deixam a pensar neles!...




    Feliz celebração da Natividade

    Feliz Natal para você e todos que Ama




    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Olá, amiga

    Passei para desejar um ótimo natal e um novo ano cheio de felicidade

    Grande abraço

    Runa

    ResponderExcluir
  9. "Com minha musica em forma de poesia, tentarei tocar os corações mais endurecidos e fazer com que renasça dentro deles o mais puro amor de Cristo!"
    FELIZ NATAL E PROSPERO ANO NOVO! COM MUITA PAZ, SAÚDE E AMOR...MUITO AMOR!"

    ResponderExcluir