Seja Bem-Vindo

Seja Bem-Vindo

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Olhar de Vento





Mal amanhece

E o vento
já balança
os galhos
da goiabeira

Caem num arremesso
misturadas flores folhas
frutos da laranjeira
forram o chão do quintal


Embaraça
em nova trama
franja da manta

esquecida

no varal


Dezembro, 13 de 2012
Fotografia, Marlene Edir Severino

15 comentários:

  1. Marlene, tua poesia me traz tanto da minha infância, dos meus quintais, da Natureza-oráculo, dos poemas escritos pelo vento, pelas águas, pela terra e pelo fogo...Te leio e sinto saudades dos meus quintais! rs Muito bom...
    Beijos,

    ResponderExcluir

  2. [o sopro,

    invento da brisa maternal,
    silêncio que em movimento
    se eterniza.]

    um imenso, imenso abraço, Marlene

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  3. Um lindo poema que me remete à infância.
    Abraço encantado, Marlene.

    ResponderExcluir
  4. "Assim, como esquecida ficou a Vida
    da goiabeira e da Laranjeira!"

    SDDS de te ler, interagir...Bjinhos carinhosos

    ResponderExcluir
  5. O natal vai começar

    e amanhã vai de novo amanhecer

    ResponderExcluir
  6. Minha querida amiga Marlene !!!

    Passando por aqui para deixar meu carinho e,
    Desejar-lhe um maravilhoso Natal e, um belíssimo
    Ano Novo.
    Que os seus caminhos sejam sempre iluminados,
    Com muita paz, poesia, felicidades e amor em seu
    Coração.
    Beijos de luz !!!

    POETA CIGANO – 23/12/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    Macaé – Rio de Janeiro – Brasil.


    ResponderExcluir
  7. Bom dia!
    Passando para agradecer
    sua Amizade durante 2012
    e desejar que continuemos
    juntos por muitos anos mais...
    FELIZ NATAL! Que DEUS ilumine
    teu Lar e traga bençãos de
    renovação para todos de teu
    convivio...Até Breve!

    ResponderExcluir
  8. O quintal pode ser Pasárgada. ;) Belo espaço!

    ResponderExcluir
  9. "Olhar do vento" Uma perspectiva em movimento sobre um quintal de entardeceres.

    Lindo!

    ResponderExcluir
  10. Como algo que se foi e que o vento vai trazendo em pequenos turbilhões de memória!... Como virgens flores de laranjeira entrelaçadas no tempo de um e de outro momento!... Restam os mantos da memória do vento... e da poetisa!...


    Espero que o Natal lhe tenha trazido muito do que ansiava e que 2013 seja a continuação do melhor do anos que ficará para trás!...



    Abraço

    ResponderExcluir
  11. nasceu música.
    tem poema que é assim, se disfarça de canção.

    feliz 2013, marlene.
    muita poesia em sua vida.

    abração do

    r.

    ResponderExcluir

  12. Querida amiga e grande poetisa Marlene ! Tem um SELINHO de
    20013, para você. A cada ano faço um
    Diferente, apenas repito os dizeres.
    É apenas um símbolo de nossa amizade
    Que a cada dia mais se consolida.
    Basta ir ao “campo” no lado direito do
    Meu Blog. e o achará em “selos para
    Os amigos”. Não tem códigos, basta salvar
    Em seus arquivos e colá-lo no “Campo imagem”
    Do Layout do seu Blog.
    “ESTE BLOG. É OURO”, é o título deste novo
    Selinho (mesmo anterior).
    Um maravilhoso Ano Novo para você.
    Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    POETA CIGANO – 02/01/2013

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Adorei passar por aqui e conhecer seu cantinho.
    seu blog é muito bom, parabéns.
    Sempre que possível estarei passando pra ver as novidades.
    Até mais

    ResponderExcluir